Hallstatt: um conto de fadas

Hallstatt: um conto de fadas

 

Uma paisagem dos sonhos em meio às montanhas, uma cidade perfeita refletida em um lago perfeito! É uma das cidades mais charmosas do mundo, um dos vários lugares encantadores da Áustria e um patrimônio da humanidade segundo a Unesco! Além disso, conta com uma das minas de sal mais antigas do mundo, a Salzwelten!

dscn4742
Hallstatt
dscn4559
Estação Hallstatt

A pequenina Hallstatt pode ser facilmente alcançada a partir de Salzburg, na Áustria: fica a cerca de 2,5 horas de trem e deve-se descer na estação da cidade. Tem também a opção de ir de ônibus + trem ou até de carro, então veja o meio mais vantajoso considerando o preço e a logística. Eu achei mais fácil ir de trem e comprei minha passagem na hora, foi bem tranquilo, e a paisagem vista pelo caminho é linda. É possível se hospedar lá, mas Hallstatt é um bate-volta perfeito a partir de Salzburg, por exemplo, e em 1 dia dá para conhecer tudo.

dscn4566
Chegando de barco
dscn4593
No caminho pro funicular

Ao descer do trem, pega-se um pequeno barco para atravessar o lago Hallstatter See. A paisagem é hipnotizante! A pequenina cidade é um encanto. A travessia dura 10 minutos, e se não houver vento o reflexo no lago vai ser um perfeito espelho. Você pode comprar o ticket do barco ida e volta. Como de lá eu iria para outro destino e estava com minha bagagem, pedi ao barqueiro para deixar minha mochila em uma pequena sala perto do cais.

dscn4575
Central Square Markplatz
dscn4585
Hallstatt linda

Não tem nada como passear pelas ruas da cidade, tirar mil fotos do que parece ter saído de um livro de Hans Christian Andersen. A praça central é um dos pontos legais da visita, chamada Central Square Markplatz, assim como a bela igreja e até uma cachoeira no fundo da cidade. Hallstatt tem uma herança histórica fascinante e, para quem quiser, dá para passar no centro de apoio ao turista e pegar um audioguia para entender melhor. Há também um pequeno museu para quem quer conhecer a cultura do local.

dscn4594
Funicular para a mina de sal
dscn4603
Vista do alto do funicular

Na cidade tem outra atração curiosa que vale a pena ser visitada: uma capela que é uma espécie de ossário com crânios pintados à mão, feito pelos antigos moradores. Fica na frente de um pequeno cemitério, até bonito por seu jardim e construção (até o cemitério é charmoso, gente!). Na entrada tem cartões explicativos sobre esse antigo costume.

dscn4725
Capela de ossos
dscn4731
Capela de ossos

Agora vamos ao que interessa: a incrível mina de sal, a Salzwelten, que data de mais de 7000 anos atrás. O acesso a ela é feito por um trem funicular. No site tem todos os horários de funcionamento da mina (funciona somente de abril a novembro) e do funicular, bem como os preços. Você pode comprar na hora.

dscn4617
Mina de sal
dscn4625
Escorrega na mina de sal

Do alto da montanha há uma belíssima vista da cidade. Chegando na mina, o visitante é orientado a vestir uma roupa especial para entrar (é muito frio lá dentro). A visita é bem diferente, caminha-se pela mina, toda de sal, e um guia vai levando o grupo formado na hora e explicando sobre a mina e sua história, que é curiosíssima.

dscn4633
Mina de sal
dscn4637
Uma das projeções que explicam a formação do local

Há dois escorregas para prosseguir o caminho, usados pelos antigos mineiros, o que é bem divertido (rola até uma fotinho no segundo escorrega, com 60 metros de comprimento, e você pode comprá-la no final da visita. Tem uma escadinha do lado para os medrosos hehe).

dscn4681
Essa estranha roupa que me deixa com cara de 100 quilos!
dscn4686
Outra vista do alto da funicular
dscn4706
Outra famosa paisagem de Hallstatt

Há também vídeos criativos explicando a formação geológica do local, é MUITO interessante. Para sair da mina, o viajante vai embora de um jeito sensacional: por um túnel em um trenzinho de madeira todo aberto. E eles se despedem de um jeito fofo, na saída pela lojinha você ganha um pequeno potinho com sal.

doc041
Yeeeeaaahhhhhhh!!
dscn4696
Tchau, Hallstatt! Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *