Prudentópolis: a verdadeira terra das cachoeiras gigantes

 

Um dia eu assisti ao desenho Up: Altas aventuras e fiquei doida para descobrir onde ficava a tal da terra das cachoeiras gigantes. Para minha surpresa o que apareceu na pesquisa foi a pequena cidade de Prudentópolis, no centro do Paraná (depois eu descobri que o lugar em que o desenho se baseou foi o belo Monte Roraima, que será tema de um relato futuro).

A região tem mais de 100 cachoeiras variando entre 80 e 196 metros! Além disso, essa cidade, colônia de ucranianos, tem um gostoso clima cultural com igrejas e comida típicas. Conhecida como “a pequena Ucrânia”, é possível encomendar um jantar típico ucraniano e conhecer as delícias dessa culinária.

A mais alta queda (inclusive a maior da região sul e uma das maiores do Brasil) é o Salto São Francisco, com 196 metros, a cerca de 75 km do centro de Prudentópolis (imagem que abre este post). Belíssimo, ele pode ser visto por um mirante, que já vale muito a pena, ou acessado por baixo por uma trilha de cerca de 2 horas de ida, de nível médio de dificuldade, com cerca de 3 km. Na parte de cima do salto tem uma área de lazer com outra cachoeira menor, com 12 metros, o Salto dos Cavalheiros, ótima para banho.

dscn0826
Base do Salto São Francisco
prudentopolis-197
Salto dos Cavalheiros

Já o Salto Barão do Rio Branco tem 64 metros de altura e o acesso é bem fácil. A cachoeira impressiona pelo volume d’água e fica a 19 km do centro da cidade. Nesse local tem uma usina de energia, e dá para ir na parte baixa por uma escadaria com 478 degraus. Ele é muito bonito e dá para nadar mais longe da queda. A parte de cima é um belo mirante.

dscn0665
Salto Barão do Rio Branco
dscn0675
Salto Barão do Rio Branco
dscn0688
Salto Barão do Rio Branco

Outra parada imperdível são os saltos São Sebastião e Mlot. São 2 cachoeiras de 120 metros exatamente uma de frente para a outra! Ficam a 29 km de Prudentópolis. Na parte de cima há um mirante, mas a visão não é muito boa. O interessante é acessar pela trilha, com cerca de 45 minutos, mas um pouco íngreme, por isso deve-se tomar cuidado. Nesse local há taxa de entrada de 10 reais. Neste vídeo dá para ter uma ideia melhor do que é uma cachoeira de frente para a outra.

dscn0739
Salto São Sebastião (o Mlot está de frente)

A 30 km do Salto São Sebastião está o Salto São João (a 22 km do centro de Prudentópolis). Ele tem 84 metros de altura e é visto só por cima, de um mirante. Também dá para ir em sua cabeceira por uma trilha fácil, pagando 10 reais de entrada, e o contato do local é esse.

prudentopolis-087
Salto São João

Próximo da cidade (14 km) há o Salto Manduri, no recanto Rickli. O local tem uma infraestrutura semelhante a um clube, com piscina, restaurante, camping e churrasqueiras e é cobrada uma pequena taxa de entrada.

prudentopolis-357
Salto Manduri

O Recanto Perehouski fica a 24 km da cidade e, apesar das quedas d’água pequenas em comparação com as outras da região, é um local com uma paisagem muito bonita.

dscn0781
Recanto Perehouski
dscn0773
Recanto Perehouski

A RPPN (Reserva Particular de Patrimônio Natural) Ninho do Corvo (25 km da cidade) é um local para a prática de esportes radicais, como rapel e tirolesa.

Essas são as principais cachoeiras da região, mas há muitas outras, como os saltos gêmeos, que são avistados da estrada, o salto sete, a cachoeira do Miguel, o salto Jacutinga e muitos outros.

prudentopolis-147
Saltos Gêmeos

Além das cachoeiras, é possível visitar as igrejas típicas ucranianas (elas têm até missas no idioma ucraniano), como por exemplo a igreja Matriz de São Josafat e a igreja Matriz de São João Batista. Há também o Museu do Milênio, que resgata e preserva a cultura e a história dos imigrantes ucranianos. No caminho para as cachoeiras, observe as casas, todas com muitas cores, o que os guias de turismo dizem ser típico também, e os faxinais, sistema de criação de animais em que eles são criados soltos.

prudentopolis-266
Igreja típica ucraniana

Prudentópolis fica a pouco mais de 200 km de Curitiba e a pouco mais de 600 km de São Paulo, de onde existe ônibus direto. É possível visitar os atrativos de carro próprio ou contratar um guia com veículo particular. Seja como for, para informações sobre os caminhos e guias turísticos, entre em contato com o Departamento de Turismo (site e Facebook) da cidade, que é bem prestativo e indica também pousadas e campings. Você pode pegar com eles um mapa da cidade e das cachoeiras para planejar sua visita, como este, que mostra todas as cachoeiras que citei.

mapa_prudentopolis_turismo-2013
Clique para aumentar

Prudentópolis é um daqueles lugares para ir várias vezes na vida e que com certeza terá as cachoeiras mais lindas que já visitou!

18 Comments

  1. Amei Prudentopolis. Graças às suas dicas conheci todos os principais e mais belos atrativos da região. Gostaria de voltar na Páscoa, para assistir a cerimônia típica ucraniana. Quem sabe não marcamos de voltar juntas. Beijos e parabéns por esse maravilhoso blogue, Pimenta

  2. Leandro Roots

    Parabéns pelas dicas Sabrina, belos registros, vou deixar anotado na minha lista de lugares pra conhecer, tenho viajado pouco mas a vontade é imensa.

  3. Bom dia Sabrina!
    Em nome da Secretaria Municipal de Turismo e do Centro de Informações Turísticas agradecemos pelo belo trabalho realizado por você aqui em Prudentópolis. Com certeza, muitos irão utilizar da sua escrita para conhecer a cidade.
    Parabéns e seja sempre bem vinda!

  4. João Panucci

    Olá, Sabrina.
    Você poderia dizer qual foi o local em que ficou hospedada ou, ainda que não tenha se hospedado, que conheça e indicaria? Vi que algumas cachoeiras ficam um tanto quanto distantes do centro da cidade. Olhando no mapa, parece-me que, por logística (para não ter que dirigir vários km’s de ida e volta todos os dias), compensaria uma hospedagem fora da cidade, em meio a rota das cachoeiras. Estou certo?
    Parabéns pelos relatos. É a primeira vez que entro no site e gostei muito.

    1. Sabrina

      Oi, João! Eu indico hoteis na cidade, como o hotel Burack e o hotel Elite. Há um camping dentro da cidade, o da Teodorinha. Quem quer se hospedar fora pode optar pelo Recanto Perehouski, lá tem hospedagem também. Na verdade todas as cachoeiras ficam longe uma da outra. Então o recomendado é contratar um guia ou agência para te levar em cada cachoeira, ou então ir de carro. Para conseguir o contato de guias com carro entre em contato com a Secretaria de Turismo de Prudentópolis, que coloquei o contato no post. Muito obrigada e se tiver mais dúvidas pode pergunta! 😀

      1. Sabrina

        João, pode falar com a Secretaria de Turismo meeesmo, eles são extremamente prestativos e podem resolver esses problemas de hospedagens e guias! 😀

  5. O Projeto Cachoeiras Gigantes (www.facebook.com/cachoeiras.gigantes) está mapeando e medindo as maiores cachoeiras do Brasil. Já encontramos quedas d’água gigantescas e que nunca antes haviam sido medidas.

    Ranking atualizado das mais altas quedas d’água do Brasil:
    1 – Cachoeira do El Dorado – 353 m – Barcelos – AM.
    2 – Cachoeira da Fumaça – 340 m – Palmeiras – BA.
    3 – Cachoeira da Boa Vista – 310 m – Cânion da Boa Vista – RS/SC. (#)
    4 – Cascata do Risco Verde – 296 m – São Francisco de Paula – RS. (#)
    5 – Cachoeira Véu de Noiva – 282 m – Cânion Itaimbezinho – RS/SC. (#)
    6 – Cachoeira do Tabuleiro – 273 m – Conceição do Mato Dentro – MG.
    7 – Cachoeirão – ~270 m – Chapada Diamantina – BA.
    8 – Cascata Água Branca – 259 m – Maquiné – RS. (#)
    9 – Cascata Diagonal – 257 m – Cânion da Boa Vista – RS/SC. (#)
    10 – Cachoeira do Tigre Preto – ~250 m – Cânion Fortaleza – RS/SC.
    11 – Cachoeira do Jatobá – 248 m – Vila Bela da Santíssima Trindade – MT.
    12 – Cachoeira Amola Faca – 241 m – Cânion Amola Faca – RS/SC. (#)
    13 – Cachoeira Encantada – 230 m – Itaitê – BA.
    14 – Cachoeira do Cavalo Baio – ~215 m – Baependi – MG.
    15 – Cachoeira da Fumacinha – ~210 m – Ibicoara – BA.
    16 – Cachoeira do Cerradão – 202 m – São Roque de Minas – MG.
    17 – Cachoeira do Desabamento – ~200m – Barcelos – AM.
    18 – Cachoeira da Serrinha – 200 m – Maquiné – RS. (#)
    19 – Cachoeira do Peixe Tolo – ~200 m – Conceição do Mato Dentro – MG.
    20 – Cachoeira do Bananal – ~200 m – Bananal – MG.

    As quedas d’água marcadas com (#) foram medidas pela equipe do Projeto Cachoeiras Gigantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *