A Pedra do Baú fica em São Bento do Sapucaí, a 172 km de São Paulo. Ela faz parte de um complexo com três formações rochosas: Pedra do Baú, Bauzinho e Ana Chata. Para acessá-la existem duas entradas, uma delas pelo Restaurante Pedra do Baú e outra pelo Bauzinho. Para ascender a Pedra do Baú, há 2 escadarias de ferro na rocha, a da face norte e a da face sul (que, no momento, está interditada), que levam para cima dos 340 m de altura em cerca de 40 minutos. Por uma trilha bem marcada de 30 minutos acessa-se a escadaria para iniciar a subida.

dscn5819

Chegada à Pedra do Baú

Caso o visitante não tenha cadeirinha e mosquetão próprios, aconselho contratar agência para essa subida, para garantir sua própria segurança. Por menos medo que se tenha, há alguns momentos que podem causar vertigem, e além disso temos sempre que contar com imprevistos, como, por exemplo, presença de insetos e baixa da pressão. Existem diversas agências que atuam na região, uma delas é a Baú Ecoturismo, que oferece também outros passeios além da Pedra do Baú. O passeio com guia e equipamentos custa R$ 70,00 por pessoa. Eles dividem os visitantes em grupos de três a quatro pessoas por guia, prendendo todos ao equipamento e às cordas. A subida é impressionante pela beleza da paisagem, e do alto do pico avistam-se as serras de Minas Gerais e de São Paulo, a chamada Serra do Paiol. É essencial ir com roupas apropriadas e levar água e lanche de trilha, é uma subida nível médio.

13254415_10205847418576406_1842493791636463738_n

Escadinhas: não olhe para baixo!

Se o visitante quiser passar mais de um dia no local, pode se hospedar em São Bento do Sapucaí, em Campos do Jordão, ou em Santo Antônio do Pinhal. Uma ótima opção e um passeio mais light é avistar a Pedra do Baú a partir da Pedra do Bauzinho. O estacionamento é pago e até o Bauzinho são cerca de 10 a 15 minutos de caminhada leve. Nessa formação há um lindo mirante da Pedra do Baú. Outra opção de passeio na região é a caminhada até a Ana Chata, onde é possível fazer rapel. A época ideal para visitar a Pedra do Baú, o Bauzinho e a Ana Chata é de maio a setembro, considerando que são os meses menos chuvosos. Isso porque ir à montanha com chuva é sempre um risco, por causa da possibilidade de escorregar.

13230267_10205847419736435_1197908854978455455_n

Lá em cima da Pedra do Baú, olhando para o Bauzinho

Voltando desse circuito ecoturístico, é agradável visitar também a cidade de Campos do Jordão, com inúmeras opções de compras e restaurantes. Campos do Jordão é super charmosa, principalmente no outono e no inverno, pois as casas típicas entre as árvores dão um visual diferente nessas estações. A cidade tem muitas opções de roupas para frio à venda, além dos famosos chocolates e do tradicional Festival de Inverno de Campos do Jordão.

dscn5888

Vista do vale