Da Cachoeira do Indaiá até o topo do Salto do Itiquira

 

Esse é um lugar tão lindo que nem acredito que só é mais conhecido pelos brasilienses e moradores da região. A rota é uma ótima pedida para quem está em Brasília, já que você pode fazer esse passeio como um bate e volta. Porém, vai precisar de um carro para chegar ao local. Eu, no caso, aluguei um em Brasília.

O Rio Itiquira fica na região de Formosa (GO). Se você acessar o local pela fazenda Citates (antiga fazenda Indaiá) para visitar a cachoeira do Indaiá ou fazer a trilha de lá até o topo do Itiquira, são cerca de 70 km de Brasília. Se fizer o passeio somente ao Salto do Itiquira, são mais ou menos 115 km de percurso. O ideal é visitar num dia de sol, e se você vem de longe especialmente para isso, os meses centrais do ano costumam ser os mais secos. Em caso de possibilidade de chuva não vá, podem ocorrer trombas d’água.

Caminho para a fazenda Citates
Primeira queda que passamos saindo do estacionamento da cachoeira do Indaiá

Você pode fazer o passeio de 3 formas e todas as opções são lindas:

  1. Acessar a cachoeira do Indaiá, indo somente até a cachoeira principal (cerca de 800 m de trilha a partir do estacionamento).
  2. Visitar apenas o Salto do Itiquira (Parque Municipal do Itiquira) e serão uns 15 minutos de calçada pavimentada (450 metros).
  3. Fazer a trilha desde a cachoeira do Indaiá até o topo do Itiquira e voltar (4 km só de ida).

Além disso, algumas pessoas ainda pegam a trilha que desce do topo até a base do Salto do Itiquira (uns 40 minutos), ou se estão embaixo, o contrário, sobem da base até o topo (cerca de 1,5 km, que dá mais ou menos 1 hora porque a subida inicial é bem íngreme), continuando ou não a trilha até as cachoeiras do Indaiá.

Começo da trilha até a cachoeira do Indaiá
Cachoeira do Indaiá, olha que poço convidativo para um mergulho!

Este é o mapa da trilha para que entenda essas opções. A cachoeira do Indaiá seria a Primeira cachoeira, e o salto do Itiquira está na outra ponta. O que aparece como Segunda cachoeira é a Véu de Noiva. Por isso você pode ir de carro apenas em uma das extremidades, ou fazer a trilha completa de uma ponta à outra e voltar.

Entenda o percurso

A cachoeira do Indaiá tem 15 metros de altura, mas apesar de não ser muito grande ela é muito bela, tem um ótimo poço para nadar e a cor da água é de um verde incrível. Se você não vai fazer a trilha toda, vale a pena ir só até essa cachoeira, pois como disse, fica a 800 metros do estacionamento (em um caminho desnivelado) e é um ótimo local para se passar o dia. Paguei R$ 15,00 para entrar na fazenda Citates e acessar o local, mas você pode verificar no site as condições antes de ir.

Cachoeira do Indaiá, é linda demais, gente!
Assim é a trilha na maior parte do tempo

Para chegar à fazenda Citates:

  1. Na saída Norte de Brasília pegue o caminho para Formosa pela BR-020.
  2. Passe por Sobradinho, por Planaltina e continue seguindo em frente 9 km desde a última saída para Planaltina.
  3. Faça a volta por debaixo do viaduto seguindo sentido São João da Aliança e Chapada dos Veadeiros (estrada BR-010 GO118, após passar por uma construção ao lado direito da pista BR-020).
  4. Siga reto 15 km na pista principal (BR-010/GO118) até o posto da Texaco Posto Advance.
  5. Vire à direita na próxima entrada em frente ao posto.
  6. Siga nesta estrada por 2 km, desça a baixada e entre na primeira estrada de terra à esquerda.
  7. Siga na estrada de terra 8 km e quando encontrar uma bifurcação pegue a via da esquerda.
  8. Siga sempre reto e você chegará em Fazenda CITATES.
Salto do Itiquira vindo pela sede do parque
Salto do Itiquira vindo pela sede do parque

O Salto do Itiquira está na lista das 10 maiores cachoeiras do Brasil, com 168 metros de altura. Esse lindo salto por si só também já é um ótimo passeio, pois tem fácil acesso para todos e uma estrutura com estacionamento, bancos, banheiros e calçamento. Paguei R$ 10,00 de entrada, mas verifique no site e no Facebook sobre a taxa atual de entrada no Parque Municipal do Itiquira. Para chegar a essa unidade de conservação, o acesso se dá pela rodovia GO 116. Virando à esquerda no km 27, entra-se na GO 524, seguindo mais 6 km, chegando então ao Parque. De Formosa, a uns 35 km do parque, há sinalização.

Cachoeira Véu de Noiva vista da trilha da cachoeira do Indaiá até o topo do Itiquira
Trilha Indaiá-Itiquira

Se vai fazer a trilha desde a Cachoeira do Indaiá até o topo do Itiquira você vai iniciar o percurso pela fazenda Citates. Leve bastante água, pois faz muito calor na região, além de lanche de trilha, e vá de tênis. Esse passeio é muito bonito, pois há vários poços para banho pelo caminho todo (dá vontade de parar em todos), e entre a cachoeira do Indaiá e o topo do Itiquira, em um pequeno desvio, você desce também para a cachoeira Véu de Noiva, com 30 metros de altura. Então a trilha exige um pouco de condicionamento, pois ida e volta serão cerca de 10 km. Para quem curte trilha é uma delícia!

Cachoeira Véu de Noiva vista da trilha da cachoeira do Indaiá até o topo do Itiquira
Placa no meio da trilha Indaiá-Itiquira que mostra o caminho para uma paradinha na Véu de Noiva

Depois de chegar na cachoeira principal do Indaiá (800 m), caso queira continuar você vai atravessar o poço para o outro lado. Se você estiver fazendo essa trilha sem guia (ela é bem demarcada, então é possível ir sem guia caso se sinta seguro para isso), procure pegar o caminho que margeia o rio, pois depois de atravessá-lo há uma subida bem íngreme que também dá acesso à continuação do percurso, mas é um tanto mais difícil, sendo que se margear o rio chegará no mesmo lugar. Eu não sabia desse caminho e fui pela subida íngreme, mas voltei pelo caminho por baixo.

Rio Itiquira, que acompanha a trilha toda
Uma das pequenas cachus da trilha Indaiá-Itiquira

Mais ou menos na metade da trilha é possível avistar a cachoeira Véu de Noiva. Tem uma placa indicando a descida, que é íngreme. Eu passei lá na volta do topo do Itiquira. Continuando o percurso há muitos poços excelentes para banho e pequenas quedas d’água. O caminho de ida de 4 km às vezes parece maior, por causa do desnível principalmente para voltar. Chegando no topo do Itiquira a vista para o vale é linda! Uma placa avisa para não ultrapassar onde está a queda, para sua segurança fique atento. Você pode relaxar nesse poço final antes da queda, que é bem tranquilo.

Uma das pequenas cachus da trilha Indaiá-Itiquira
Vista do topo do Itiquira

Nesse ponto antes da queda, cruzando para a outra margem e subindo, está o acesso à trilha que vai para a base do Itiquira (encontrei pessoas que estavam vindo da base do Itiquira lá no local que me disseram que levaram 1 hora nesse percurso). Eu encerrei meu passeio aí e retornei para o estacionamento próximo à cachoeira do Indaiá. Esse trecho que fiz deu, ida e volta, mais ou menos umas 3h de trilha, que considero nível médio de dificuldade. Aí o tempo total lá vai depender do quanto vai querer ficar curtindo as cachoeiras e poços.

Seja visitando somente a cachoeira do Indaiá, ou somente o Salto do Itiquira, ou fazendo a trilha toda, o circuito Indaiá-Itiquira é uma excelente opção para um passeio de 1 dia saindo de Brasília.

Um dos ótimos poços da trilha Indaiá-Itiquira
Cachoeira Véu de Noiva, no meio da trilha Indaiá-Itiquira

12 Comments

  1. Ézio

    É preciso atravessar o rio? Precisa nadar ou a travessia pode ser feita caminhando? é muito fundo?
    Pretendo fazer a trilha nos próximos dias e estou estudando qual o melhor trajeto e os cuidados necessários.
    Desde já agradeço.

    1. Sabrina

      Oi! Logo no começo há um ponto onde precisa atravessar o rio, mas não precisa ser pela água, pois há pedras em que se pode caminhar facilmente sobre elas para chegar à outra margem. Depois disso a trilha é feita inteira na margem esquerda do rio. Não é necessário nadar para acessar toda a trilha. A maioria dos poços é rasinha, todos ótimos para nadar e aproveitar. Pode ir tranquilo e não se esqueça de levar água e protetor solar. Se tiver mais dúvidas fique à vontade para perguntar, ficarei feliz em ajudar 🙂 Obrigada por visitar o blog e volte sempre!

    1. sabrina

      Na saída do Indaiá tem um posto de gasolina que serve almoço (self-service), outra opção é na estrada de chão do Indaiá, tem uma chácara que a proprietária serve almoço, o nome do lugar é: Cantinho do céu, tem uma faixa indicando a entrada, já comi lá, gostei. O ideal é reservar, é um lugar muito simples, tem pessoas que não gostam. O telefone é: (61)999852834.

  2. luiz antonio gardiman

    Oi,tudo bem ? Assisti a um a vídeo do Yan Carso no Youtube chamado: Ela nadou pelada.(obs. esse vídeo tem esse nome porque ele mostra uma jovem naturista estrangeira tomando banho nua na cachoeira no meio do público vestido). Ele postou que é em Itiquira. Se você assistir a esse vídeo poderia me esclarecer : As cachoeiras que passam no vídeo são as do véu de noiva e do Indaiá na sequencia ? Tem área de camping, alojamento perto dessas cachoeiras ? Pois notei no vídeo que a moça vai embora nua sem levar nada na mão. Desde já agradeço. O meu sonho é conhecer o Brasil inteiro. Em Goiás só conheço Goiânia e Pirinópolis.

    1. sabrina

      oi… olha, pareeece ser sim a cachoeira Véu de Noiva… na sequência seria apenas um trecho do rio que dá para nadar, já que a trilha margeia o rio no percurso todo.. Porém, a cachoeira do Indaiá fica no início da trilha, longe desse ponto (4 km), seria a primeira. Muito obrigada por visitar meu site e volte sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *