Tabuleiro: a cachoeira do coração!

 

Se você gosta mesmo de cachoeira precisa conhecer a do Tabuleiro, uma cachoeira de muito respeito! Ela tem 273 metros de altura e é considerada a terceira maior do Brasil e a maior de Minas Gerais. Com um lindíssimo visual parecendo o formato de um coração, é uma das “7 Maravilhas da Estrada Real”.

 

 

dscn5031
Chegando no parque
dscn5129
Cachoeira do Tabuleiro vista do mirante

Essa maravilha fica em Conceição do Mato Dentro, no distrito de Tabuleiro. Partindo de Belo Horizonte, a 163 km da cidade, a melhor forma é alugar um carro, tanto para ir como para se deslocar por lá. Porém, existe também a opção de pegar um ônibus da viação Serro para Conceição do Mato Dentro, e de lá, outro para Tabuleiro (por estrada de terra bem batida a uns 20 km de Conceição). Dá para pegar táxi também nesse trecho final, mas custa cerca de R$ 80,00. Esses ônibus não saem todos os dias da semana, por isso é melhor consultar a viação antes de ir. Algumas pousadas de Tabuleiro oferecem traslado também, partindo de BH. Ou seja, se possível vá de carro.

dscn5057
Cachoeira do Tabuleiro
dscn5090
Cachoeira do Tabuleiro

Tabuleiro é um distrito bem pequeno e simples, tem opções de pousadas, campings e restaurantes, porém um pouco limitado. O Parque Natural Municipal do Tabuleiro, no Parque Estadual da Serra Geral do Intendente, onde está a cachoeira, fica a 2 km do distrito. Chegando na sede, o valor de entrada é de R$ 10,00 e há 3 trilhas: a do mirante, a do alto da cachoeira e a do poço da cachoeira. Ele é aberto ao público das 08h às 17h, mas o horário máximo de entrada para a trilha da parte baixa é 14h, e para a parte alta, 11h.

dscn5112
Na parte baixa do Tabuleiro
dscn5145
Rumo à parte alta

A trilha do mirante é bem fácil, com 20 minutos de caminhada você vê muito bem a cachoeira do Tabuleiro. Já a trilha do poço da cachoeira, que é a que leva para a parte baixa, é de nível médio. Ela tem cerca de 3 km ida e volta, mas é um pouco acidentada e tem um trecho de descida que pode cansar um pouco na volta. É importante ir com calçado apropriado para trilha e ter bastante atenção, mas não é necessário contratar guia, só se preferir. No caminho, passa-se por inúmeros poços para banho, todos com a água “cor de coca-cola” característica da região. Chegando na base da cachoeira, o que se vê é um cenário incrível, um lugar perfeito para nadar e tirar fotos, e a sensação de gratidão pela natureza é enorme.

dscn5174
Lá na parte alta
dscn5191
Lá na parte alta

Se você estiver preparado para o desafio e amar trilhas, aconselho muito a visitar a parte alta. Para essa trilha é preciso contratar um guia local ou então ir com um GPS de trilhas, pois há muitas bifurcações e é fácil se perder, o parque mesmo só autoriza essas 2 maneiras. Vá bem cedo, pois ida e volta são umas 7h ou 8h de trilha nível difícil, cerca de 18 km no total. Porém, chegando lá, o que se vê é uma espécie de cânion com muitos poços para banho ainda mais lindos que os da parte baixa, formando mini cachoeiras. Ao chegar no final do cânion tome muito cuidado, mas você pode ir até a ponta e visualizar toda a queda, e o poço lá embaixo que se torna pequeno lá de cima.

dscn5207
Cheguei na parte alta
dscn5229
Lá na parte alta
dscn5234
Láaa de cima! (“não façam isso em casa”!)

Algumas pessoas chegam nesse trecho fazendo a famosa travessia Lapinha-Tabuleiro, que precisa de uma logística totalmente diferente do que a que estou contando aqui.

dscn5256
Alguns poços pra banho lá na parte alta

A região tem outras inúmeras cachoeiras. No site da prefeitura de Conceição do Mato Dentro você pode pegar informações sobre os atrativos da região. Outra cachoeira que também vale muito a visita é a Rabo de Cavalo, com cerca de 120 metros de altura. É preciso ir de carro saindo do distrito de Tabuleiro (20 km de estrada de terra sentido distrito de Itacolomi) e anotar as indicações do caminho, mas não é preciso contratar guia. A trilha é relativamente fácil, são cerca de 30 minutos no máximo. A queda é dividida em três e tem um ótimo poço para banho.

dscn5264
No caminho para Rabo de Cavalo e Peixe Tolo
dscn5279
Cachoeira Rabo de Cavalo
dscn5287
Cachoeira Rabo de Cavalo

Saindo de lá você pode visitar o cânion do Peixe Tolo, pois fica próximo. São mais ou menos 5 km de trilha, cerca de 2,5 horas de caminhada, mas no estilo “pula pedra”, então vou dizer que é nível difícil, pois exige um pouco de experiência em trilhas. Por isso, se não se sentir seguro, vá com um guia local. O cânion é exuberante, a cachoeira é um “fiozinho” de 200 m de queda.

dscn5308
Cânion do Peixe Tolo
dscn5319
Olha a trilha, cuidado! Cânion do Peixe Tolo
dscn5328
Cachoeira do Peixe Tolo: um fiozinho

Outro roteiro que fiz, mais perto de Tabuleiro, é a cachoeira Congonhas, com 90 metros, que na época estava com pouca água. A trilha demora mais ou menos 1 hora, mas é um pouco difícil encontrar algumas entradas da trilha, então se você não tem experiência contrate um guia. Considero nível médio.

dscn5350
Saindo do cânion do Peixe Tolo
dscn5367
Cachoeira Congonhas

Concluindo, nesse meu roteiro demorei 4 dias: 1 dia saindo bem cedo de BH, chegando em Tabuleiro e fazendo a parte baixa, 1 dia para a parte alta do Tabuleiro, 1 dia para Rabo de Cavalo e Cânion do Peixe Tolo e 1 dia para Congonhas, voltando feliz da vida para BH no final do dia!

2 Comments

  1. Gratidão Sabrina por divulgar as cachoeiras gigantes do Brasil, Minas Gerais e a cachoeira do coração Tabuleiro, única no mundo com formação de cristal quartzo.
    Sou Samuel guia e proprietário da Pousada da Gameleira.
    Será um grande prazer receber e guiar voces pela cachoeira do Tabuleiro e outras 70 cachoeiras na região, maravilhas do nosso quintal, compartilhando energias e vivencias espirituais, reforçando o encontro da vida na natureza e nossa arvore gameleira com 458 anos.
    Paz luz felicidades.
    Inté namaste!
    Samuel ace
    reserva@pousadadagameleira.com.br
    31-99263-2968 whatsapp

    1. Sabrina

      Que maravilha, Samuel! Ficarei feliz em retornar pra renovar meu olhar sobre a região do Tabuleiro e suas cachoeiras maravilhosas, rever as que conheci e conhecer outras mais! Assim poderei escrever mais e mais relatos sobre esses lugares incríveis para inspirar as pessoas cada vez mais a viajar! Obrigada pela visita ao blog e volte sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *